20 agosto, 2010


O céu estava escuro, porém, mudava de cor a cada minuto. A névoa se formou diante de meus olhos. A paisagem foi desaparecendo em questão de segundos, deixando-me apenas uma visão embaçada e esbranquiçada da estrada, misturada com a escuridão da noite. Um sopro de vento frio me passou pelo corpo, arrepiando meus braços e minha nuca.
A noite causou uma ilusão em minha mente, girando o mundo ao meu redor. Talvez tudo fosse consequência da sua ausência. Ou talvez até, dos meus sonhos de 'final feliz' impossíveis. Talvez eu tenha te amado demais. Talvez... Ah, cansei de tantos 'talvez' !

Nenhum comentário:

Postar um comentário